11 de abril de 2016

Salmo 115

Irmãos, Estamos em um tempo em que todos tem opiniões, contudo, ninguém ouve, só queremos falar! Dizem os estudiosos que a internet transformou todos em cientista político e em colunista de jornal. 

O texto que me inspirou a escrever nos levará justamente a esse diagnóstico e quiçá a uma direção, não que eu tenha, mas que de fato a palavra de Deus sempre tem. Essa máxima nos dá segurança para saber que não estamos produzindo absolutamente nada. Só fazendo ressoar a voz do bom pastor no cosmo.


Salmo 115, assim como os dois anteriores inauguram os samos de Halel (Aleluia) louvor a Deus, e porque não louvar a Deus por seus grandes feitos! Afinal estavam sob dominação Egípcia por 400 anos e a cosmovisão passada de pai para filho era uma só: Você nasce escravo e permanecerá escravo!

Ao sair do Egito, após dez longas pragas, ou melhor, Deus humilhar os deuses do Egito. Todas as nações se apavoravam ao encontrar o povo de Israel. Sim, a notícia vinha de longe: "Aqueles que saíram do Egito", aqueles que Deus quis tirar das mãos de Faraó, e vale destacar força de um povo junto como diz o salmo 113.1-2 (pessoas juntas em favor do bem comum) podem amendrontar a tirania. 

O salmo começa assim: "Não a nós..." - Isso já expressa o grande propósito das nossas vidas "...ao teu nome glória". Por amor de tua bondade. Ele (Deus) é bom em guardar o que criou, também temos que levar em consideração suas palavras, ouví-lo é melhor, temos dois ouvidos e uma boca (esse é velha!).

A ordem da conversa já foi dada. Antes de emitir qualquer opinião, o que Deus acha disso (não a nós) ou/e o que sua palavra tem a dizer sobre tal assunto. Aí teremos condição de responder as questões que são levantadas no contexto atual. 

Há um consenso entre acadêmicos que nunca houve em nossa história um debate de âmbito nacional sobre ética e corrupção como agora. O que a palavra de Deus tem a nos dizer! Nós que a professam fé devemos enxergar com os olhos do Cristo e esse ressurreto uma saída, não para emancipar pessoas, mas para sinalizar sua missão. Por que a pergunta quem faz são os gentios ( verso 2, salmo 115 em tom de zombaria) onde está o Deus deles? Não o vemos agir! Não há conexão do que vemos, com aquilo que ouvimos dizer sobre ele (todos são iguais).

Todos terão que perceber que há uma simetria (ortodoxia e ortopraxia) que nos preocupamos com demandas atuais e que nos falamos a mesma linguagem (sobretudo com conceitos cristãos em cada palavra nossa), porque sentam conosco na faculdade, no café, no restaurante, na pizzaria, eles reconhecem que há um Deus no céu quando essa simetria acontece de fato e de verdade.

Portanto, as obras humanas sempre serão idênticas a toda força que esse ser humano colocar em seu empreendimento (salmo 115.4-8), mortas!. A nossa missão como aqueles que se comprometeram com Cristo é amá-los e se relacionar com o maior números de pessoas possível sem deixar de ouvir o próprio Cristo, pois será ele que nos levará a falar tudo que temos ouvido e visto de sua parte, e aí meu amigo se segura e aperte os cintos, todos as coisas não darão certo, mas Cristo fará com que tudo que você ouve dele dê certo (salmo 115.9-13) 

Nos céus onde sua visão é ampliada, só a lugar para ele a majestade absoluta! Na terra, ele deu aos seus filhos, como diz William Carey (missionário - era sapateiro na Inglaterra - 1779) "Posso trabalhar, posso perseverar em qualquer alvo definido." A terra deu aos filhos dos homens verso 16. Isso nos fará pensar em muitas coisas belas, mas o que de fato, você sabe fazer? Quais são seus talentos? Sua vocação? Na década de 90, as instituições achavam que filhos brilhantes deviam ser pastor, missionário, ledo engano, quantos escritores perdemos, quantos homens públicos perdemos na ânsia de um modelo de cristianização do mundo, faremos um mundo melhor, nos precisamos estar inseridos na sociedade sendo referência na área que estamos dispostos a abençoar a cidade e nosso país.

Ética é filha da teologia, portanto se tivermos algum desvio ético, pode ter certeza que precisamos fazer a manutenção da nossa teologia. Os ateus alegam que a ética é conquistada pela cultura e esforço intelectual, hum... (interjeição bovina) pode ser, que a medida que conheço mais me dará condição de fazer boas escolhas, coerente. Os cristãos não tem escolha, nós temos a reflexão teológica que automaticamente nos fará exercer o bem, como uma alavanca moral, não para sermos salvos, mas como uma atitude de gratidão pela bondade de Deus para conosco na Cruz, imolando seu filho.

Salmo 115.17 - Os mortos não louvam a Deus! São semelhantes aos seus objetos de adoração, produção meramente humana. E como todos os humanos e suas obras ficam em silêncio e descem ao pó.

Com isso, nós os que de alguma forma fomos despertados por tão grande amor temos uma fonte inesgotável de alegria para lhe dar glória e bendizer sempre a Deus. Ouvindo do Cristo para não sermos papagaio de pirata.

Soli Deo Gloria
Jesse Almeida.
Posted on by Jesse Almeida