IdeFácil

23 de setembro de 2013

...de verdade

LEITURA BÍBLICA: Atos 4.18-20
Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio (2 Tm 1.7).

Você acaba de ganhar um prêmio, ou passou no vestibular, ou vai se casar, ou vai realizar a viagem dos seus sonhos. O que você faz diante de coisas assim? Guarda segredo? Claro que não! Sai contando a todo mundo! Afinal, isso está enchendo seu coração de alegria e satisfação. Os apóstolos de Cristo sentiam -se absolutamente impactados pelos feitos dele em suas vidas. Estavam experimentando coisas ainda maiores do que estas que dissemos. Mas isso gerava incômodo e indignação nos religiosos, que não se abriam para as mudanças que Deus estava gerando. Usando, então, do autoritarismo e da ameaça, tentam impedi -los de anunciar Jesus às pessoas, recebendo, porém, a resposta que foi lida no texto de hoje. 
Pedro e João, bem como a maioria dos primeiros seguidores de Jesus, eram pessoas simples e sem muita instrução. Deus os chamou para proclamarem seu amor revelado em Cristo. E eles estavam impregnados de Jesus. Não podiam conter- -se! Não podiam não falar do que experimentavam. Nem mesmo sob as ameaças dos religiosos, pois a ação de Deus transcende os limites institucionais e religiosos e alcança a quem ele quiser alcançar. Em nossos tempos de religiosidade utilitarista e mercantilista, em que Jesus é "vendido" como se fosse um produto revolucionário que funciona e faz milagres, a postura de Pedro e João nos impacta. Eles proclamavam Jesus e corriam riscos por isso. No entanto, não se deixavam intimidar pelos opositores porque tinham um compromisso com Cristo, e tal engajamento não estava vinculado aos benefícios que receberiam dele, mas ao seu amor e sua graça que eles experimentavam diariamente. Amavam Jesus sem esperar vantagens em troca. Amavam e serviam a Cristo porque entenderam sua mensagem e se comprometeram com ela. Estes eram cristãos de verdade. E você? – WMJ 

Cristão de verdade é quem conhece Cristo de verdade.