IdeFácil

27 de maio de 2010

3° dia - MIss. Durvalina Bezerra - Vocação Expressão de Espiritualidade


Amigos, essa semana promete "muito mais de Deus" (música cantada no momento de louvor no culto de ontem). Mais um dia da Semana Teológica no Projeto água da vida, que noite! Nossos corações pulsaram mais forte com as palavras da Miss. Durvalina - Teóloga pelo Seminário Betel. Missióloga pelo Centro de Treinamento da WEC-AMEM, na Austrália. Pedagoga formada pela Universidade Federal da Bahia. Mestre em Educação pela Universidade Mackenzie. Vice-presidente da AME - Associação Missão Esperança, integrante da diretoria da Missão Antioquia. Diretora do Seminário Betel Brasileiro em São Paulo e Coordenadora Geral do Ensino do Instituto Bíblico Betel Brasileiro. Professora nos Centros de Preparo Missionário da Missão Juvep - Juventude Evangélica Paraibana, Missão Priscila e Áquila e Jami - Junta Administrativa de Missões. Conferencista internacional.

Que teve a tarefa de substituir Dr. Shedd (que está fazendo exames nos EUA), mas com muita sabedoria, unção e temor. Todos perceberam nas suas palavras vida de Deus. Acima dos títulos que acompanham sua carreira ministerial, há uma mulher que ama servir a Deus.

Seu tema, e tenho para mim um dos mais importantes na vida cristã: "Vocação expressão de Espiritualidade" se iniciou com definições (como todo professor e não poderia ser diferente ela é mestre) sobre vocação. Que segundo ao aurélio é inclinação, índole; Segundo as Escrituras é chamamento, convocação.

Segundo ela a vocação é o chamamento que arde o coração - Lc. 4.38, Jesus no caminho de Emaús: "Não lhe ardia o coração, quando ele expunha as Escrituras?" A vocação é maior que você, pois ela é convocação do eterno, ou melhor, é missão de Deus (Missio Dei), ato livre de sua vontade, que é Soberano.

Outro ponto que chamou a atenção é o fato de que podemos estar fazendo a obra de Deus, mas não cumprindo sua vontade. O próprio Jesus disse em Lc. 4.34 - O que é mais importante é fazer a vontade do pai do a obra de Deus. Fazer a vontade do Pai implica em se render totalmente e exclusivamente a causa, e até mesmo morrer por ela. O que impulsionava Jesus a Cumprir a vontade de Deus era o amor. Sem amor não podemos servir.

Por fim, o compromisso do vocacionado é individual e comunitário (At.13.1-3). Devemos prestar a atenção, porque o compromisso não individualizado, ou mesmo, individualista tendo o mesmo em primeiro plano, mas em prol do bem-comum, ele tem consciência de sua responsabilidade que serve a comunidade (1 Sm. 3.10). 

"A vocação é o instrumento pelo qual Deus se revela na comunidade".

Algumas frases que marcaram o encontro de ontem:

"Nosso cristianismo é pra todo o homem e pra todos os homens!" (Lausanne)

"Missão Integral da Igreja ir ao mundo tornar o Cristo conhecido, servindo, revelando que nosso cristianismo está pra além de conceitos.."  

"Como cristão somos chamados a servir a nossa comunidade, seja onde estivermos, Deus nos chama a missão integral da igreja..."

"A vocação é comunitária, serve a Igreja, ao grupo, ao povo! Não é pra servir a nós mesmos!"

"É preciso examinar o coração. O serviço, a vocação deve ser motivado pela doação por amor! Nunca por reconhecimento ou vantagem!"

"Fazer a vontade de Deus cumprindo só obra só é possível para aqueles que se rendem integralmente ao Senhor!"

"É necessário voltar ao discipulado. A verdadeira espiritualidade está em morrer dia a dia e permitir que Cristo viva em nós!"

_________________________________________________________________________

Soli Deo Gloria
Jessé Almeida